Última hora

Última hora

Greve geral semeia caos em Itália

Em leitura:

Greve geral semeia caos em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

Esta sexta-feira foi um dia de caos para a Itália devido a uma greve geral convocada pelo maior sindicato nacional.

Quase um milhão de pessoas respondeu ao apelo.
Entre 55 a 70 por cento dos trabalhadores, dependendo das regiões.

As manifestações registaram-se um pouco por toda a Itália – mais de cem – com especial adesão em Roma, Florença.
Milão e Nápoles.

O sindicato exige ao Governo e às entidades patronais que reduzam os despedimentos, aumentem as medidas sociais destinadas aos desempregados e reformados, reduza os impostos e regularize a situação de imigrantes empregados no país.

Uma das frases de ordem dizia: “Queremos chamar a atenção do Governo, preocupado com processos judiciais do primeiro-ministro, quando o verdadeiro problema de Itália é a falta de trabalho”.

Os serviços de transportes públicos em Roma e Bolonha foram suspensos, mais de cem voos foram cancelados em vários aeroportos e o transporte ferroviário também foi afectado.