Última hora

Última hora

Morreu Miguel Delibes, um dos maiores vultos da literatura espanhola contemporânea

Em leitura:

Morreu Miguel Delibes, um dos maiores vultos da literatura espanhola contemporânea

Tamanho do texto Aa Aa

Morreu uma das maiores figuras da literatura espanhola do pós Segunda Grande Guerra – Miguel Delibes, aos 89 anos, vítima de cancro.

Delibes é autor de várias obras adaptadas para cinema, entre elas “Los Santos Inocentes”, distinguido com uma Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Delibes disse um dia que: “Nas minhas obras há quatro elementos essenciais – a natureza, a morte, a sensibilidade em relação ao próximo e a infância.”

Nascido em Valladolid em 1920, o escritor, jornalista e colunista foi um dos espanhóis que melhor retrataram a região de Castela.

Além de Prémio Príncipe das Astúrias de Letras em 1982, Delibes foi também Prémio das Letras de Castela e Leão, Cavaleiro das Artes e das Letras da República Francesa e Prémio Cervantes em 1993. Apesar de várias vezes candidato, nunca foi distinguido com o Prémio Nobel da Literatura.

Amante da natureza, caçador e pescador, nas suas obras defendeu a harmonia entre o homem e a natureza e descreveu de forma fiel as terras que o viram nascer e que esta sexta-feira o reclamaram.