Última hora

Em leitura:

Liberais Democratas britânicos rejeitam alianças pós-eleitorais


Reino Unido

Liberais Democratas britânicos rejeitam alianças pós-eleitorais

A dois meses das eleições britânicas, os conservadores perdem terreno nas sondagens e um possível aliado estratégico.

O líder dos Liberais Democratas (LibDem), o terceiro partido do país, rejeitou hoje a possibilidade de coligar-se com um dos partidos vencedores.

Os conservadores de David Cameron permanecem à frente nas últimas sondagens, apesar de diminuírem a vantagem face aos trabalhistas. Um cenário no qual os Liberais Democratas, creditados com entre 17% e 20% de intenções de voto, ganham um peso crescente.

“Não seremos nós a decidir quem vai ser o vencedor, mas todos os britânicos. Esta eleição vai ser a oportunidade para que os eleitores se exprimam e não para as jogadas de bastidores dos partidos políticos”, afirmou ontem Nick Clegg, durante o congresso dos LibDem.

A ameaça de não viabializar uma maioria na próxima legislatura é dirigida antes de mais aos descontentes dos dois principais partidos.

Segundo alguns analistas, os Liberais Democratas estão a utilizar-se da situação actual para garantir um papel mais importante na próxima coligação governamental, provavelmente, ao lado dos conservadores.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

PS francês vence primeira volta das regionais