Última hora

Última hora

Ecofin pronto para ajudar a Grécia

Em leitura:

Ecofin pronto para ajudar a Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

O conselho de ministros da Economia e Finanças da União Europeia apoia a decisão, tomada antes pelos ministros da Zona Euro, de ajudar a Grécia se necessário.

No entanto, a posição não se altera: a ajuda financeira é um último recurso – foi o que explicou a espanhola Elena Salgado, presidente em exercício do Conselho: “A Grécia, por enquanto, não precisa de ajuda, não pediu qualquer ajuda financeira, o que fizemos ontem foi simplesmente discutir alguns aspectos técnicos, para podermos ter um instrumento pronto a ser usado”.

Os ministros da UE estão a louvar os passos dados pela Grécia para sair da actual crise. O ministro sueco, antecessor de Salgado na presidência do Conselho, disse que a situação está agora muito melhor. Isto depois de ter, no início do ano, classificado os relatórios gregos sobre a economia como “fraudulentos”.

O comissário europeu para a Economia, Oli Rehn, está igualmente confiante: “Graças a um pacote de medidas ambiciosas no campo da consolidação fiscal, a Grécia está no bom caminho para conseguir o objectivo de uma redução de 4% no défice deste ano”.

Este apertar do cinto está a saír caro aos gregos, já que implica um aumento do IVA e um congelamento dos salários da função pública.

Outro tema em discussão foi a regulação dos fundos especulativos ou hedge funds. Os Vinte e Sete decidiram adiar para outra altura a adopção de uma posição comum sobre este tema.