Última hora

Última hora

México: FBI investiga assassínios ligados ao consulado norte-americano

Em leitura:

México: FBI investiga assassínios ligados ao consulado norte-americano

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de agentes do FBI estão no México para investigar a morte de três pessoas ligadas ao consulado norte-americano.

Os crimes ocorrerem em Ciudad Juaréz, considerada como uma das cidades mais perigosas do mundo.

A guerra dos cartéis de droga provocou, em três dias, mais de uma centena de mortos.

“Este incidente vai ter importantes repercussões não só para Ciudad Juarez como também para as relações diplomáticas entre o México e os Estados Unidos”, afirmou Jose Reyes Ferrizo, autarca de Ciudad Juarez.

Dezenas de norte-americanos que se encontravam a trabalhar no México abandonaram, entretanto, o país.

“Sentimo-nos ultrajados. Queremos que os criminosos sejam presentes à justiça, mas tendo em conta as circunstâncias cabe aos mexicanos conduzir a investigação. O FBI e forças de segurança estão a colaborar no terreno”, afirmou P.J Crowley, porta-voz do Departamento de Estado norte-americano.

No ano passado, os grupos ligados aos cartéis da droga assassinaram 2.600 pessoas junto à fronteira com o estado norte-americano do Texas.

A violência ligada ao narcotráfico não pára de aumentar. Só em Acapulco, no estado de Guerrero, no Sul do México, foram mortas 45 pessoas.

Segundo as autoridades, o cartel da droga da famosa estância balnear é o que mais tem crescido no país.