Última hora

Em leitura:

Alta tensão na Cisjordânia e na Faixa de Gaza


mundo

Alta tensão na Cisjordânia e na Faixa de Gaza

A violência marcou o dia da reunião do Quarteto de Paz para o Médio Oriente. Se, nos bastidores, a diplomacia tentava reatar as negociações indirectas entre israelitas e palestinianos, no terreno registava-se o confronto directo.

Em Hebron e em Qalandiya, na Cisjordânia, jovens palestinianos atiraram pedras às forças de segurança israelitas, que responderam com gás lacrimogéneo.

Na origem da revolta está a decisão de Telavive de construir 1600 novas habitações nos colonatos de Jerusalém Leste.

Foi essa a razão que também levou 300 pessoas a manifestarem-se em Rafah, na Faixa de Gaza. Um protesto organizado pelo movimento islâmico Hamas.

Em Jerusalém, a polícia manteve o estado de alerta e voltou a proibir o acesso à Esplanada das Mesquitas aos muçulmanos com menos de 50 anos. Ainda assim, registaram-se confrontos.

O dia foi também marcado pelo lançamento de mais um “rocket” a partir da Faixa de Gaza contra Israel, sem que tenha havido vítimas. Durante a madrugada de hoje, a força aérea israelita atacou o enclave, em resposta a um “rocket” que ontem matou uma pessoa.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

"Camisas vermelhas" recusam negociar