Última hora

Última hora

Israel ataca alvos na Faixa de Gaza

Em leitura:

Israel ataca alvos na Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Hebron, na Cisjordânia, foi novamente palco de confrontos entre jovens palestinianos e forças de segurança israelitas.

A origem da revolta é a mesma dos últimos dias: a decisão de Telavive de construir 1600 novas habitações nos colonatos de Jerusalém Leste.

Na Cidade Santa, a polícia mantém-se em estado de alerta e voltou a proibir o acesso à Esplanada das Mesquitas aos muçulmanos com menos de 50 anos.

Esta madrugada, a Força Aérea israelita atacou vários alvos na Faixa de Gaza. Duas pessoas ficaram feridas.

Os aviões israelitas atingiram três túneis de contrabando em Rafah, uma oficina na cidade de Gaza e dois descampados no sul do enclave, controlado pelo movimento islâmico Hamas.

Esta é a resposta de Telavive aos dois “rockets” lançados, ontem, a partir de Gaza contra Israel. Um agricultor tailandês foi atingido mortalmente.

O vice-primeiro-ministro israelita avisara que Telavive daria uma resposta forte ao ataque, o primeiro que fez uma vítima mortal em mais de um ano. A ofensiva foi reivindicada por um grupo salafita próximo da Al-Qaeda.