Última hora

Última hora

Quarteto para o Médio Oriente apela ao congelamento dos colonatos

Em leitura:

Quarteto para o Médio Oriente apela ao congelamento dos colonatos

Tamanho do texto Aa Aa

A reunião, em Moscovo, do Quarteto de Paz para o Médio Oriente terminou com uma declaração clara. Estados Unidos, Rússia, União Europeia e ONU querem o congelamento da colonização israelita nos territórios palestinianos. Os países que formam o Quarteto insistem na necessidade de reatar as negociações indirectas para que dentro de dois anos se estabeleça um Estado palestiniano.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros explicou que o Quarteto concordou em “usar todos os meios à sua disposição para que israelitas e palestinianos comecem as conversações indirectas”. Sergei Lavrov acrescentou que “a declaração de hoje oferece uma imagem clara da situação e abre caminho às negociações primeiro indirectas e depois directas entre ambas as partes.”

O pedido de congelamento da colonização correspondeu às expectativas da Autoridade Palestiniana, que ameaçou não entrar em conversações antes do fim total da colonização em Jerusalém Leste e na Cisjordânia.

O presidente Mahmoud Abbas declarou à imprensa estar satisfeito com as conclusões, mas advertiu que “o mais importante é que Israel cumpra o apelo para retomar o processo de paz” porque “a colonização e o estatuto de Jerusalém são os maiores obstáculos”.

O chefe da diplomacia israelita já deitou por terra qualquer concessão. O ultranacionalista Avigdor Lieberman avisou que o apelo do quarteto “afasta as perspectivas de paz” porque “impõe regras” e um “calendário irrealista” para a criação de um Estado palestiniano.