Última hora

Última hora

Pessoal de cabina da British em greve

Em leitura:

Pessoal de cabina da British em greve

Tamanho do texto Aa Aa

O pessoal de cabina da British Airways iniciou à meia-noite uma greve de sete dias.

O anúncio foi feito pelo sindicato do sector depois das negociações com a administração da companhia britânica terem falhado.

Tony Woodley diz que em vez de negociar a companhia prefere entrar em guerra com os trabalhadores e sindicato, acrescentando, que a posição da administração durante as negociações vem confirmar isso mesmo.

O director executivo da companhia britânica garante que ninguém está mal intencionado e assegura que a British Airways vai continuar a voar durante o período de greve.

A paralisação foi agendada em sinal de protesto contra a política de redução de custos e supressão de postos de trabalho.

A greve deste sábado estende-se por três dias. O pessoal de cabina voltar a paralisar a 27 de Março por mais quatro dias.

Os analistas acreditam, que a greve pode custar à companhia britânica cerca de 156 milhões de euros.