Última hora

Última hora

Vitimas insatisfeitas com Carta Pastoral

Em leitura:

Vitimas insatisfeitas com Carta Pastoral

Tamanho do texto Aa Aa

Os grupos de vítimas de abusos sexuais cometidos por sacerdotes católicos na Irlanda declararam-se, sábado, decepcionados com o conteúdo da carta do Papa Bento XVI sobre o assunto.
 
O Papa escreveu ter “vergonha e remorsos” pelos crimes de pedofilia na Igreja Católica e pediu desculpa às vítimas, numa carta dirigida aos católicos irlandeses.
 
Andrew Madden é uma das vítimas que em criança foi obrigado pelos sacerdotes a assinar uma carta de confidencialidade quanto aos abusos sofridos.
 
“O Papa não assume de forma alguma o papel da Igreja Católica no encobrimento dos abusos sexuais a crianças. É uma boa desculpa mas a desculpa é sobre os abusos cometidos por alguém mas não faz referência à responsabilidade do Clero por ter escondido este assunto”, disse Madden.
 
Debaixo da forte polémica está também o Cardeal Sean Brandy, da Igreja Católica irlandesa. As associações defensoras das vítimas de pedofilia reclamam a sua demissão, depois de ter admitido que, em 1975, participou em reuniões onde as presumíveis vítimas assinaram promessas de silêncio.
 
Sem se saber ao certo se abandona o cargo, o Cardeal aproveitou para ler a carta pastoral do Papa durante a missa, de sábado, onde na mesma Bento XVI disse que os culpados devem responder diante de Deus e dos tribunais.