Última hora

Última hora

Catherine Ashton: o peão na guerra entre Estados membros e Comissão Europeia

Em leitura:

Catherine Ashton: o peão na guerra entre Estados membros e Comissão Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

No xadrez europeu, Catherine Ashton é o peão que todos querem conquistar.

Depois das críticas, os Estados membros expressam um forte apoio à chefe da diplomacia europeia. Os Vinte e Sete defendem uma maior autonomia e poder para Ashton que procura definir a missão, estatuto e organigrama do Serviço de Acção Externa. Mas o Conselho Europeu e a Comissão estão em guerra, procurando guardar o controlo sobre o serviço que será gerido por Ashton.

Para Antonio Missiroli, do Centro de Política Europeia, “será difícil encontrar uma solução milagrosa, que resolva as diferentes questões. Será necessário um compromisso. Por exemplo: se o controlo das estruturas civis e de gestão das crises militares ficar a cargo do Conselho, então a Comissão terá o controlo da ajuda e da agência humanitária. É, provavelmente, uma forma de chegar a um compromisso”.

Nesta guerra estão em causa também as nomeações.

Os Estados membros viram com maus olhos a nomeação de João Vale de Almeida, antigo braço direito de Durão Barroso na Comissão Europeia, para embaixador da União em Washington.

Os Vinte e Sete procuram obter os melhores cargos num serviço, que deverá estar operacional no segundo semestre deste ano e empregar oito mil pessoas.