Última hora

Última hora

Obama promulga reforma histórica da saúde

Em leitura:

Obama promulga reforma histórica da saúde

Tamanho do texto Aa Aa

Um momento histórico e uma importante vitória para Barack Obama.

O presidente norte-americano promulgou esta tarde, na Casa Branca, a tão ambicionada reforma do sistema de saúde nos Estados Unidos.

Obama cumpriu assim uma das maiores promessas de campanha, com um simbolismo particular:

“Hoje, assino esta reforma pela minha mãe, que se debateu com as companhias de seguros durante a batalha contra o cancro, nos seus últimos tempos de vida.”

Obama dedicou uma grande parte dos 14 meses de mandato a defender o texto que amplia a cobertura médica a 32 milhões de norte-americanos que, actualmente, não têm qualquer assistência. Numa resposta às contínuas críticas republicanas, que denunciam o elevado custo da reforma, o presidente destacou as conclusões do Gabinete Orçamental do Congresso:

“Esta legislação vai reduzir custos para as famílias, para as empresas e para o governo federal, reduzindo o défice em mais de um bilião de dólares nas próximas duas décadas: está paga, é fiscalmente responsável e vai ajudar a remover um peso da nossa economia que dura há décadas.”

O presidente vai agora iniciar uma campanha nacional para explicar as vantagens da reforma à população norte-americana, ainda bastante céptica face ao texto. A primeira oportunidade será no Estado do Iowa, na próxima quinta-feira.

A oito meses das eleições para renovar a Câmara dos Representantes e um terço do Senado, Obama pensa capitalizar na tomada de consciência da população para os benefícios da lei, enquanto a oposição republicana promete contestar a reforma no plano político e jurídico.