Última hora

Última hora

OMC decide sobre subsídios da Airbus

Em leitura:

OMC decide sobre subsídios da Airbus

Tamanho do texto Aa Aa

A Airbus já conhece a decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre a queixa apresentada pelos Estados Unidos, relativa a subsídios que recebeu de vários Estados.

Esta decisão é confidencial e foi comunicada só às partes interessadas. No entanto, segundo a imprensa francesa, o novo relatório não é diferente do apresentado em Setembro e considera como ilegal apenas uma parte das ajudas.

A queixa faz parte de um fogo cruzado entre as duas gigantes da construção aeronáutica, Airbus e Boeing. Cada uma acusa a outra de ter recebido subsídios estatais ilícitos.

No que toca à Airbus, o governo alemão já veio a público defender que todos os subsídios pagos estão dentro da legalidade. A construtora, filial do grupo EADS, recebeu subsídios e empréstimos a juros baixos de Espanha, França, Alemanha e Reino Unido, num valor de mais de 150 mil milhões de euros.

O caso deve acabar com um acordo entre as duas construtoras, já que a Boeing também é acusada de receber ajudas do governo norte-americano. A Comissão Europeia apresentou queixa à OMC, mas ainda não há uma decisão.