Última hora

Última hora

Construções em Jerusalém prejudicam paz

Em leitura:

Construções em Jerusalém prejudicam paz

Tamanho do texto Aa Aa

A visita do primeiro-ministro israelita a Washington continua marcada pela oposição norte-americana ao projecto de novas construções, na cidade de Jerusalém.

Benjamin Netanyahu teve dois encontros com o presidente Barack Obama. No segundo, não foi consentida a captação de imagens.

Delegações dos dois países continuarão, esta quarta-feira, a discussão do assunto.

Washington contesta a intenção de Israel de construir 20 novas residências, num local de Jerusalém ocidental, onde tem existido um hotel palestiniano.

No exacto momento em que Netanyahu tentava convencer as autoridades americanas, os jornais israelitas noticiavam a aprovação municipal do projecto.

A presidente do município culpa os jornais:
“O que se passou ontem foi um mero expediente processual, que faz parte de um processo de decisão e penso que houve aqui alguma irresponsabilidade de alguns media, tentando sabotar o processo de paz, porque o timing de publicação está cheio de coincidências”.

Do lado palestiniano, o anúncio da construção pode de facto prejudicar o relançamento das negociações de paz, como diz Nustafa Barghouti:

“A decisão israelita de construir exactamente no lugar do Hotel Palestiniano de Shepherd, em Jerusalém ocidental, quando o senhor Netanyahu estava reunido com Barack Obama é claramente um acto calculado, para minar qualquer possibilidade de paz e de negociações entre palestinianos e israelitas”.

Israel mostra-se irredutível e tem outro projecto de construção de 100 novas habitações, na zona oriental da cidade.