Última hora

Última hora

Directiva europeia sobre doação de órgãos será votada em Junho

Em leitura:

Directiva europeia sobre doação de órgãos será votada em Junho

Tamanho do texto Aa Aa

Vinte mil é o número de vidas que a directiva europeia sobre a doação de órgãos pode salvar todos os anos. A União Europeia quer harmonizar as práticas de doação e transplante nos Vinte e Sete e, aproveitando o bom exemplo espanhol, elaborou um texto que deverá ser votado nos finais de Junho pelo Parlamento Europeu.

O assunto foi abordado na conferência de doação e transplantes, que decorreu em Madrid.

Jo Leinen, eurodeputado do grupo socialista e democrata, chamou a atenção para o facto de, actualmente, na União Europeia, haver “56 mil pessoas que estão à espera de um transplante e estima-se que 12 cidadãos morram todos os dias à espera”.

A Espanha mantém, há 18 anos, a maior taxa mundial de doações, 34 por cada milhão, seguida de Portugal com 31. Na Bulgária existe apenas um doador num milhão de habitantes.

Bruxelas quer estimular, coordenar e enquadrar as doações, procurando uniformizar a segurança mas também duplicar o número de doações, que é, hoje, em média, de 18 num milhão. O objectivo final é obter a auto-suficiência em termos de órgãos, acabando com o tráfico e o turismo dos transplantes, que leva os ricos até países como a China.