Última hora

Última hora

Londres expulsa diplomata israelita

Em leitura:

Londres expulsa diplomata israelita

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido vai expulsar um diplomata israelita, por estabelecer a responsabilidade de Israel na utilização de passaportes falsos, no assassinato de um responsável do Hamas, num hotel no Dubai, em Janeiro.

O chefe da diplomacia britânica define como razões convincentes a sofisticação da operação que incluiu cópias de passaportes britânicos autênticos, só possíveis de realizar por um serviço secreto.

“A falsificação de passaportes britânicos é intolerável. O facto de ter sido feito por um país amigo com relações diplomáticas, culturais, empresariais e pessoais com o Reino Unido, torna o insulto mais doloroso”, afirmou David Milliband, no Parlamento.

A reacção do outro lado não se fez esperar. O embaixador de Israel em Londres está decepcionado, uma vez que não está provado o envolvimento dos serviços secretos israelitas.

“A relação entre Israel e o Reino Unido é de mútua importância. Por isso, estamos desiludidos pela decisão do governo britânico”, disse Ron Porson.

Para evitar problemas no futuro, Londres aconselha os cidadãos britânicos que viajarem para Israel a terem muito cuidado com os passaportes, sobretudo, quando os entregarem às autoridades israelitas.