Última hora

Última hora

Encontro discreto entre Obama e Netanyahu

Em leitura:

Encontro discreto entre Obama e Netanyahu

Tamanho do texto Aa Aa

Não houve fotos, nem declarações. Um encontro que se quis discreto e que durou 90 minutos.

O primeiro-ministro israelita esteve na Casa Branca com o presidente norte-americano. Benjamin Netanyahu e Barack Obama reuniram-se durante um jantar.

Com o chefe do Governo fora, a imprensa israelita anunciava que a construção de 20 novas habitações tinha sido autorizada numa área ocupada por um hotel palestiniano em Jerusalém Leste. Outras 1200 estão já em construção.

Este colono israelita justifica a política: “Esperamos que o primeiro-ministro respeite os princípios para os quais foi eleito. Ele foi eleito não para dar alguma coisa, mas para criar mais oportunidades para Israel viver em paz e em segurança.”

Os dois líderes estão divididos em relação à política de expansão israelita em Jerusalém, cidade que Israel diz ser sua capital, e que os palestinianos também reclamam como a capital de um futuro Estado independente.

Ghassan Khatib, porta-voz do governo palestiniano, reagiu ao anúncio de mais colonatos: “A recente declaração de Benjamin Netanyahu que promete a continuidade na construção de colonatos ilegais em Jerusalém Leste é uma decepção e constitui um golpe ao esforço dos Estados Unidos e da comunidade internacional.”

Os americanos e grande parte da comunidade internacional querem que os israelitas suspendam a construção de colonatos, mas o Estado hebraico reclama um direito histórico à terra de Jerusalém, cidade três vezes santa para as grandes religiões monoteístas.