Última hora

Última hora

Alemanha cria célula para lidar com vítimas de pedofilia

Em leitura:

Alemanha cria célula para lidar com vítimas de pedofilia

Tamanho do texto Aa Aa

O Governo alemão reage aos escândalos de pedofilia e cria uma célula de crise. Três mulheres vão constituir um grupo para lidar com os alegados casos no país e procurar formas de prevenção e de apoio às vítimas.

Duas ministras e uma antiga ministra formam o trio, liderado por Christine Bergman, antiga responsável pela pasta da Família entre 1998 e 2002.

As chamadas mesas redondas vão começar no dia 23 de Abril.

A actual ministra da Educação, Annette Schavan, membro do trio, afirmou que “o grupo foi criado por ordem das autoridades que querem deixar claro que as vítimas estão primeiro.”

No entanto, nem todas as vítimas se consideram incluídas no diálogo.

Uma delas, que não quis ser identificada, afirmou: “As vítimas não estão representadas em nenhum lado, e apenas elas sabem de que se trata.”

A Alemanha é um dos vários países europeus fortemente abalados por recentes escândalos de pedofilia. Só nas últimas semanas, mais de 250 alegados casos foram denunciados, a maioria terá ocorrido há décadas e envolve padres católicos.
Muitos desses alegados crimes terão prescrito.

Investigações estão em curso e detenções foram feitas, mas a reputação do papa Bento XVI, alemão, foi minada.

De acordo com sondagens, apenas 39 por cento dos católicos alemães apoiam ao Sumo Pontífice, contra 62 por cento de há seis semanas; e apenas 24 por cento da população o apoia, quando em Janeiro o número elevava-se a 38 por cento.