Última hora

Última hora

Europeus discordantes a poucas horas da cimeira de Bruxelas

Em leitura:

Europeus discordantes a poucas horas da cimeira de Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

A presidência espanhola dos Vinte e Sete visa ainda uma “solução europeia” para o problema das ajudas financeiras à Grécia.

Uma declaração do primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodriguez Zapatero, que esteve reunido com o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, para preparar a cimeira que começa esta tarde.

Confrontada a uma opinião pública hostil ao pagamento das dívidas de Atenas, a chanceler alemã frisou hoje no Bundestag que vai defender ferozmente um plano que combine ajudas europeias com a intervenção do Fundo Monetário Internacional.

Para Angela Merkel, deve ser o FMI a contribuir com a maior parte do financiamento e a Zona Euro precisa de endurecer a política orçamental face aos membros incumpridores.

A maioria dos países da moeda única – com a França à cabeça – privilegia uma solução puramente europeia.

Depois de um périplo para recolher apoios, o primeiro-ministro grego diz-se, a poucas horas da cimeira dos Vinte e Sete, confiante de que o seu país vai sair “da mais grave crise da sua história contemporânea”.

Uma crise que promete ensombrar hoje as celebrações do feriado nacional que marca o início da luta pela independência do Império Otomano.