Última hora

Última hora

Trichet considera que Portugal tomou "decisões importantes"

Em leitura:

Trichet considera que Portugal tomou "decisões importantes"

Tamanho do texto Aa Aa

“A situação de Portugal não se compara à da Grécia.” Desta vez quem o afirma é o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, no dia em que o governo socialista conseguiu aprovar o Programa de Estabilidade e Crescimento.

O PEC foi aprovado esta quinta-feira com a abstenção do PSD e os votos contrários de todas as outras bancadas da oposição.

Para Teixeira dos Santos, o PEC vai “corrigir o que há a corrigir nas finanças públicas portuguesas” e “prosseguir com um conjunto de medidas para reforçar a competitividade e a internacionalização da economia portuguesa.”

O plano tem como objectivo reduzir o défice público de 9,3 % do PIB no ano passado para 2,8% em 2013. Para isso, apoia-se no aumento da carga fiscal e no congelamento das prestações sociais.

Jean-Claude Trichet, o presidente do Banco Central Europeu, considera que Portugal tomou as decisões que lhe parecem “importantes, nomeadamente, o congelamento dos salários na função pública”.

Com este plano, o governo espera acalmar os mercados, depois da agência de notação financeira Fitch ter descido o “rating” de Portugal, alegando o mau estado das finanças públicas do país.