Última hora

Última hora

Corveta sul coreana afunda-se

Em leitura:

Corveta sul coreana afunda-se

Tamanho do texto Aa Aa

Fúria e desespero às portas da base militar sul coreana de Pyeongtaek, a 74 quilometros de Seoul.

Os familiares dos marinheiros desaparecidos ontem no misterioso naufrágio de um navio de guerra exigem notícias.

Face ao muro de silêncio algumas dezenas de pessoas forçaram a entrada e desafiaram os soldados.

Uma explosão de origem não identificada levou ao afundamento de uma corveta com 104 pessoas a bordo.

O incidente deu-se nas imediações da ilha de Baengnyeong junto da Linha Limite do Norte, a fronteira marítima entre as duas Coreias que Pyongyang contesta.

A deflagraçao terá causado buraco na popa, junto à hélice da corveta que se afundou em menos de uma hora.

As operações de socorro prosseguem nesta zona sensível do Mar Amarelo onde as escaramuças entre as duas Coreias são frequentes.

Ainda am Novembro último este mesmo local foi palco de uma violenta troca de tiros entres os dois vizinhos.

O incidente ocorre menos de duas semanas após as manobras conjuntas americano-sul-coreanas, que Pyongyang criticou ameaçando lançar ataques nucleares

O governo de Seoul evita para já acusar o regime norte coreano deste naufrágio