Última hora

Última hora

Capitão fala sobre naufrágio de navio sul-coreano

Em leitura:

Capitão fala sobre naufrágio de navio sul-coreano

Tamanho do texto Aa Aa

São cada vez mais reduzidas as esperanças de encontrar sobreviventes do naufrágio de um navio sul-coreano na sexta-feira.

46 marinheiros continuam desaparecidos, 58 já foram resgatados. As operações de buscas prosseguem e os militares só avançam com explicações sobre o que aconteceu depois do navio ser analisado.

O capitão Choi Won-il sobreviveu ao acidente e conta que “quando estava a fazer o planeamento para o dia seguinte, o navio deslocou-se cerca de 90 graus para a direita e ouviu-se uma explosão. Ao mesmo tempo, desligaram-se os geradores e toda a comunicação.”

A explosão, de origem indeterminada, que levou ao naufrágio deu-se junto à ilha de Baengnyeong, na fronteira marítima entre as duas Coreias. O governo sul-coreano não fez qualquer acusação contra a Coreia do Norte, ainda que o naufrágio tenha acontecido após ameaças de “ataques nucleares” da parte de Pyongyang.

Os familiares dos marinheiros temem que lhes esteja a ser escondido algo e ontem tentaram obter explicações dos militares.