Última hora

Última hora

Pelo menos 34 mortos em explosões no metro de Moscovo

Em leitura:

Pelo menos 34 mortos em explosões no metro de Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Duas explosões provocaram pelo menos 34 mortos e duas dezenas de feridos esta manhã na linha de metro de Moscovo, durante a hora de ponta na capital russa.

As deflagrações foram registadas no interior de carruagens nas estações de Lubianka e Park Kultury, a primeira por volta das 8 horas da manhã – hora local – e a segunda cerca de meia hora mais tarde.

Segundo a Procuradoria de Moscovo, trataram-se de atentados suicidas. Até ao momento as acções não foram reivindicadas mas as autoridades já abriram uma investigação por terrorismo. Um dos alvos visados, a paragem de Lubianka, localiza-se por baixo da sede do FSB, os serviços secretos russos.

Na última década a capital russa foi alvo de vários atentados bombistas atribuídos a militantes chechenos. As suspeitas dos ataques desta segunda-feira caem sobre grupos rebeldes do Cáucaso do Norte, região na qual as forças russas combatem uma insurgência islamista crescente.

As duas explosões provocaram o caos no centro de Moscovo. A polícia foi obrigada a fechar várias ruas nas imediações das paragens de metro visadas, para facilitar o acesso da assistência médica, e foram mobilizados helicópteros para o transporte dos feridos.