Última hora

Última hora

A lição de Sarkozy contra o unilateralismo norte-americano

Em leitura:

A lição de Sarkozy contra o unilateralismo norte-americano

Tamanho do texto Aa Aa

Nicolas Sarkozy não hesita em dar lições à democracia norte-americana, mesmo depois da derrota da direita nas regionais francesas e quando se encontra em queda livre nas sondagens.

O presidente francês aterrou ontem nos Estados Unidos para uma visita oficial de dois dias ao país, a primeira desde a eleição de Barack Obama.

Durante uma palestra na universidade Columbia, em Nova Iorque, o chefe de Estado, que esperou meses para ser recebido por Obama em Washington, defendeu uma América menos unilateral e mais próxima da Europa.

“A maior potência mundial tem de ser antes de mais uma força de liderança. Mas a primeira potência mundial tem também de aceitar que o poder tem de ser partilhado, tem de saber ouvir, discutir, trocar ideias e pontos de vista”.

Um discurso que marca o tom do encontro de hoje entre Sarkozy e Barack Obama. Paris quer reforçar a cooperação transatlântica na reforma do sistema financeiro internacional.

A criação de uma nova ordem monetária internacional e assegurar a estabilidade dos preços das matérias-primas são as duas principais prioridades de Sarkozy e da presidência francesa do G20.