Última hora

Última hora

Segurança reforçada em Nova Iorque depois dos ataques em Moscovo

Em leitura:

Segurança reforçada em Nova Iorque depois dos ataques em Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

As redes de transportes públicos de Nova Iorque e Washington viram reforçado o dispositivo de segurança como medida de precaução, um dia depois dos ataques em Moscovo.

Apesar dos atentados na capital russa parecerem ligados ao conflito no Cáucaso do Norte e da principal ameaça para os Estados Unidos ser a al-Qaida, a secretária de Estado norte-americana lembra que o terrorismo é uma ameaça global.

“Enfrentamos um inimigo comum, estejamos num metro de Moscovo ou de Londres, num comboio em Madrid ou num edifício de escritórios em Nova Iorque. Infelizmente, eles não estão apenas atrás de norte-americanos, mas também de europeus, canadianos ou qualquer pessoa que se opõem àquilo que representam e promovem.”

Para além de ter duplicado o número de agentes nas principais estações de comboio e linhas de Metro, a polícia de Nova Iorque equaciona enviar um investigador a Moscovo.

Desde o 11 de Setembro de 2001, as autoridades nova-iorquinas destacaram detectives para várias capitais no estrangeiro para avaliar e prevenir novos ataques contra o território.