Última hora

Última hora

Testemunhas e sobreviventes relembram atentados de Moscovo

Em leitura:

Testemunhas e sobreviventes relembram atentados de Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Os vídeos amadores capturados nos instantes que seguiram as explosões nas estações de Lubianka e Park Kultury demonstram a violência e o caos gerado pelas bombistas suicidas.

A primeira deflagração ocorreu perto das 8 horas da manhã, a segunda 40 minutos mais tarde. Os momentos de pânico que se seguiram ficarão na memória das testemunhas e dos sobreviventes.

Uma funcionária da bilheteira da estação de Lubianka explica que ouviu “um estrondo” e depois viu “fumo e passageiros que subiam pelas escadas rolantes. Foi preciso algum tempo para perceber o que tinha acontecido”.

Em Park Kultury, um sobrevivente diz que “poderia ter sido uma das vítimas, estava apenas a 10, 15 passos de distância”.

Outra testemunha estava a mudar de linha, quando a explosão o fez “saltar e tremer das pernas”. Mostra imagens da sua máquina fotográfica e acrescenta que pensava que “não havia muito pânico, mas depois viu os corpos”.

A imprensa russa deplora o “fim das ilusões” sobre a segurança no país, depois do duplo atentado suicida em pleno centro de Moscovo.