Última hora

Última hora

Tribunal de Apelação confirma responsabilidade da Total em maré negra

Em leitura:

Tribunal de Apelação confirma responsabilidade da Total em maré negra

Tamanho do texto Aa Aa

A catástrofe do Erika é, também, responsabilidade da Total. Este é o veredicto do Tribunal de Apelação de Paris, que confirma a responsabilidade da petrolífera na catástrofe ecológica que se seguiu ao naufrágio do navio.

A Total tinha apelado da sentença de 2008, em primeira instância, alegando que apenas fretara o navio. A responsabilidade, segundo a petrolífera francesa, seria da empresa de classificação italiana que notou como em bom estado um navio que não o estava.

O Tribunal de Apelação não se deixou convencer pelos argumentos. A Total, enquanto fretadora, viu, pois, confirmada a sua responsabilidade no desastre ecológico. Uma sentença que pode fazer jurisprudência.

O naufrágio do Erika, em 1999, provocou uma maré negra de 20 mil toneladas de crude ao longo de 400 km das costas francesas da Bretanha, atingindo mais de 150 mil aves.