Última hora

Última hora

Europa debate proibição do véu integral

Em leitura:

Europa debate proibição do véu integral

Tamanho do texto Aa Aa

Se a Bélgica aprovar a proibição total do véu integral, será o primeiro país da Europa a banir da esfera pública uma forma de vestuário que esconde totalmente o corpo da mulher, incluindo a cara.

Os deputados belgas aprovaram esta quarta-feira uma proposta de lei que prevê uma multa e uma pena de prisão de um a sete dias.

No texto, os parlamentares de todos os partidos belgas invocam razões de segurança, a dignidade da mulher e os princípios democráticos.

A proibição do véu integral está a ser debatida em vários países europeus. A França, a Holanda, a Itália e a Dinamarca poderão criar legislação sobre a matéria. A Suíça e a Áustria pensam fazê-lo se se registar um aumento do uso do véu integral.

Em França, à polémica sobre o véu nas escolas, seguiu-se a discussão sobre o véu integral. O debate foi lançado pelo próprio presidente francês, Nicolas Sarkozy, diante do parlamento:

“A burqa não é bem-vinda em França. Não podemos aceitar no nosso país mulheres prisioneiras, afastadas da vida social, privadas de identidade. Não é esta a visão da República sobre a dignidade das mulheres”.

Uma parte da classe política francesa está de acordo com a criação de uma lei sobre o véu integral, apesar das reservas do conselho de Estado.

O tema é delicado tanto mais que só diz respeito a uma minoria. Na Bélgica, calcula-se que haja uma centena de pessoas que usam véu integral. Em França serão duas mil, numa população de cinco milhões de muçulmanos.

As indumentárias em causa são a burqa e o niqab. A burqa esconde o corpo e a cara, incluindo os olhos dissimulados por uma grelha. É usada no Afeganistão, no Paquistão e na Índia. O niqab deixa à vista os olhos. É um costume do Médio Oriente, presente na Arábia Saudita, no Iémen e no Bahrein.

A maioria das mulheres que usam um véu integral afirma que o faze de livre vontade e que se trata de uma forma de espiritualidade. Mas, a prática não consta do Corão.

Para uns, liberdade religiosa, para outros, forma de de subjugação.

Para contornar os obstáculos legais, a Itália foi buscar uma antiga legislação sobre segurança que proíbe o uso de máscaras em público. Uma forma de evitar um debate complexo.