Última hora

Última hora

Papa evita comentar escândalo de abusos sexuais

Em leitura:

Papa evita comentar escândalo de abusos sexuais

Tamanho do texto Aa Aa

“Mesmo coberto de insultos, cristo não insultava”.

Foram estas as palavras empregues por Bento XVI durante a missa desta quinta-feira Santa.

O papa dá início às celebrações da Páscoa num momento conturbado para o Vaticano.

Prelados católicos de vários países europeus são acusados de ter abusado sexualmente de crianças.

O escândalo atinge a Alemanha, a Suíça a Áustria e a Dinamarca.

Nos Estados Unidos, um advogado exige que o proprio Bento XVI testemunhe diante dos juízes.

O Vaticano alega que o papa goza de imunidade, enquanto chefe de Estado, e, por isso, não tem de testemunhar.