Última hora

Última hora

Semana Santa difícil para Bento XVI

Em leitura:

Semana Santa difícil para Bento XVI

Tamanho do texto Aa Aa

Três alegadas vítimas de abusos sexuais querem que o Papa responda num tribunal dos Estados Unidos.

O advogado dos queixosos responsabiliza a Santa Sé por ter ocultado os abusos. É a primeira vez na história que o Vaticano é o único acusado por crimes de pedofilia. O Vaticano já está a preparar a defesa.

Num documento a que a comunicação social teve acesso, os advogados alegam que o Papa, na qualidade de Chefe de Estado, goza de imunidade, e por isso não tem de testemunhar.

Na Áustria, o cardeal Christophe Schoenborn fez o “mea culpa”. O prelado confidente de Bento XVI admitiu que “alguns elementos da Igreja abusaram da confiança das crianças” e colocaram a “imagem” da instituição “acima do sofrimento das vítimas”:

“Confessamos que não quisemos ver a verdade. Quisemos guardar segredo e usámos uma falsa testemunha para que alguns de nós continuassem a mentir e a cometer crimes”, disse o bispo austríaco.

Entretanto, o Vaticano acusa o New York Times de “parcialidade”, depois de o diário norte-americano ter revelado que o Papa estava ao corrente de abusos cometidos nos anos 50 e 60.