Última hora

Última hora

Guerra das compras em Londres

Em leitura:

Guerra das compras em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

A febre das compras semeou a confusão nas ruas de Londres.

Sexta-feira, dez polícias ficaram feridos e três pessoas foram detidas durante os violentos confrontos em Brick Lane, a leste da capital.

O anúncio de vendas a preços imbatíveis, numa loja de vestuário caiu que nem uma bomba e cerca de duas mil pessoas correram literalmente, para meter mãos ao maior número de peças possível.

“As pessoas ficaram aborrecidas por não conseguirem entrar, outros optaram por usar a violência connosco, com outros clientes. Por isso decidimos fechar o espaço. Houve muita confusão, a polícia teve de aparecer e por isso ficámos um pouco desapontados”, diz Jan Hubner, de uma cadeia de lojas.

As redes sociais foram a peça-chave para a manobra publicitária.

No meio de tanta confusão, apenas 30 clientes conseguiram saciar a vontade de consumo.

Passada a tempestade, centenas de pessoas rumaram religiosamente este sábado à loja, na esperança de fazer as compras.

A polícia reforçou o cordão de segurança para os próximos dias.