Última hora

Última hora

Iraque: Referendo "informal" pode ser decisivo

Em leitura:

Iraque: Referendo "informal" pode ser decisivo

Tamanho do texto Aa Aa

Hoje foi o segundo dia de um referendo informal no Iraque, convocado pelo clérigo xiita Moqtada al-Sadr.

O líder do movimento propôs a consulta popular para decidir quem vai apoiar para formar governo, quase um mês depois das eleições legislativas, cujos resultados foram cerrados entre Iyad Allawi e Nouri al-Maliki.

Um homem que votou hoje em Sadr City defendeu que “já que os blocos políticos não conseguiram escolher um primeiro-ministro” e formar governo, então cabe ao povo decidir.

Mas para outros, o referendo é inconstitucional porque a população já votou a 7 de Março. “O referendo do bloco de Al-Sadr é falso e não obedece à Constituição Iraquiana”, afirma outro cidadão.

O vencedor das legislativas foi Iyad Allawi, que conquistou 91 assentos no Parlamento, mais dois que Nouri al-Maliki. Ambos ambicionam alianças para chegar aos 163 lugares e assegurar uma maioria que lhes permita governar.

Mas Moqtada al-Sadr é contra a continuação de al-Maliki no governo, que considera um “traidor”. Outro golpe duro para o primeiro-ministro cessante: esta semana, o adversário Iyad Allawi recebeu o apoio de outro grupo xiita.