Última hora

Última hora

Segunda cimeira europeia dedicada aos ciganos

Em leitura:

Segunda cimeira europeia dedicada aos ciganos

Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade cigana é a principal minoria na União Europeia e vai estar no centro da segunda cimeira, esta quinta e sexta-feira em Córdoba, em Espanha. O objectivo é encontrar formas de acabar com a discriminação de que é alvo a comunidade.

O Parlamento Europeu denuncia o aumento do sentimento anti-cigano em vários Estado membros e o facto de os ciganos continuarem a ser tratados como cidadãos europeus de segunda.

Cerca de dez a doze milhões de ciganos vivem na União Europeia, mas por exemplo, os que vivem na Bulgária e na Roménia estão impedidos de acederem ao mercado europeu de trabalho ou de se deslocarem livremente. A discriminação faz-se também ao nível do alojamento, da saúde e do ensino. Por exemplo, na República Checa, as crianças ciganas são reunidas em classes especiais.

Como promover a integração? Entre 2000 e 2006 foram mobilizados quase 300 milhões de euros de fundos estruturais e nesta cimeira serão analisados projectos, como o espanhol “Acceder”, que permitiu integrar milhares de ciganos no mundo do trabalho.