Última hora

Última hora

Manifestantes ocupam televisão do Quirguistão

Em leitura:

Manifestantes ocupam televisão do Quirguistão

Tamanho do texto Aa Aa

O Quirguistão está sem emissão de televisão, ocupada por manifestantes, depois de decretado o estado de emergência.

Os confrontos entre a polícia e manifestantes anti-presidenciais saldam-se já em cinco mortos.

Ao princípio da tarde desta quarta-feira, uma manifestação juntou entre 3 a 5 mil pessoas em frente do Palácio Presidencial exigindo a demissão do presidente, Kourmanbek Bakiev.

Depois, os manifestantes ocuparam a sede da televisão estatal e cortaram a emissão regular.

O Quirguistão é um país da Ásia Central. É aqui que os Estados Unidos utilizam uma base militar, como entreposto de aprovisionamento das tropas estacionadas no Afeganistão.

Para além dos cinco mortos, há ainda muitas detenções. O mais conhecido dos detidos é o antigo candidato presidencial, Almazbek Atambayev.

Moscovo e Washington já fizeram apelos à calma e expressaram o desejo de que o país regresse à normalidade.

Um apelo que ainda não sortiu qualquer efeito.

Mais de 1500 pessoas invadiram edifícios da administração pública.

E nas ruas, há actos de vandalismo, como carros incendiados e estabelecimentos danificados.

Os manifestantes acusam o Governo de corrupção e de silenciamento dos media independentes.