Última hora

Última hora

Operação delicada no cargueiro encalhado junto à Grande Barreira de Coral

Em leitura:

Operação delicada no cargueiro encalhado junto à Grande Barreira de Coral

Tamanho do texto Aa Aa

Começaram hoje as operações para esvaziar os tanques de combustível do enorme cargueiro chinês encalhado desde sábado junto à Grande Barreira de Coral.

O objectivo é evitar uma tragédia ambiental, depois da ruptura de um depósito ter resultado numa mancha de crude de três quilómetros.

O ministro australiano do Ambiente dirige as operações e sublinha a delicadeza do processo, que pretende evacuar as 975 toneladas de combustível contidas no cargueiro.

Peter Garrett acredita no “sucesso da operação, que irá reduzir significativamente o potencial de risco” do incidente. Mas, acrescenta, “há também a possibilidade [das operações] se atrasarem e de surgirem problemas enquanto o combustível está a ser retirado do navio”.

O cargueiro Shen Neng 1, pertencente a uma subsidiária do grupo estatal chinês COSCO, está encalhado junto à ilha de Kepel. Um incidente “escandaloso”, segundo o primeiro-ministro australiano, que ameaça o principal destino turístico do país e um património mundial.

Camberra acredita que o cargueiro se afastou bastante das rotas autorizadas.