Última hora

Última hora

Rússia reconhece implicitamente o novo poder quirguize

Em leitura:

Rússia reconhece implicitamente o novo poder quirguize

Tamanho do texto Aa Aa

Refugiado no Sul do país, o presidente Kurmanbek Bakiev afirma-se pronto a resistir aos apelos à demissão e afirma contar com o apoio da população local.

A líder do autoproclamado governo provisório, Rosa Otubayeva, rejeitou ontem discutir um possível entendimento com o chefe de Estado, tendo anunciado a convocação de eleições antecipadas nos próximos seis meses.

Desde há semanas, que a oposição exige a demissão de Bakiev acusado de corrupção e nepotismo. Centenas de manifestantes vandalizaram ontem a casa do chefe de Estado, assim como vários edifícios governamentais.

A Rússia foi ontem o primeiro país a reconhecer o novo executivo, depois do primeiro-ministro Vladimir Putin ter conversado ao telefone com Otumbayeva.

Um responsável dos golpistas admitia ontem ter obtido apoio de Moscovo.

Putin ordenou ontem o envio de 150 militares para a base russa de Kant, no Norte do Quirguistão, oficialmente, para proteger as famílias dos soldados aí instalados.

Os Estados Unidos não reagiram ainda às notícias contraditórias, segundo as quais, os golpistas pretenderão encerrar a base norte-americana de Mantas.