Última hora

Última hora

Insistência do piloto pode estar na origem do acidente do Tupolev de Kaczynski

Em leitura:

Insistência do piloto pode estar na origem do acidente do Tupolev de Kaczynski

Tamanho do texto Aa Aa

O Tupolev 154 é um avião de médio alcance de construção soviética, que data dos anos 60.

O aparelho acidentado pertencia à Força Aérea Polaca e esteve ao serviço de quatro presidentes, nos últimos 20 anos.

Gianni Magi, jornalista da euronews especializado em aviação e aeronáutica tenta elucidar as circunstâncias que levaram à tragédia:

“O Tupolev 154 e a base aérea militar de Smolensk não estão equipados para aterragens em condições de visibilidade zero.

Tentar várias vezes uma aproximação, no mesmo aeroporto, com más condições de visibilidade – que parece ser o que aconteceu em Smolensk -, não é um procedimento normal. É uma das operações que os pilotos devem evitar.

Os manuais aéreos estipulam que, quando não existem as condições mínimas no aeroporto de destino, o avião deve desviar-se para um aeroporto alternativo.

Durante o planeamento do voo, é obrigatório o abastecimento de combustível suficiente para permitir um desvio para outro aeroporto.

Insistir com múltiplas aproximações no mesmo aeroporto, descendo provavelmente abaixo da altitude mínima para evitar obstáculos, pode ser um sinal de uma certa pressão que o piloto terá sentido para evitar um desvio que perturbaria a agenda dos passageiros.

Mas é também uma técnica que conduz, quase inevitavelmente, à catástrofe.”

As primeiras indicações oficiais confirmam esta teoria, apontando para um erro humano, mas será preciso esperar pelas investigações para conhecer as causas exactas.