Última hora

Última hora

Peritos russos excluem falha técnica no Tupolev polaco

Em leitura:

Peritos russos excluem falha técnica no Tupolev polaco

Tamanho do texto Aa Aa

Os peritos russos excluem uma falha técnica como causa do acidente que vitimou o presidente polaco.

No local onde o avião se despenhou, junto ao aeroporto de Smolensk, e em Moscovo, investigadores russos e polacos colaboram para apurar as circunstâncias da tragédia. As caixas negras foram ontem recuperadas e estão a ser analisadas.

Segundo a Procuradoria russa, a primeira análise do diálogo entre a tripulação e a torre de controlo “confirma que não houve problemas técnicos”. As autoridades russas acusam o piloto polaco de ignorar as instruções dos controladores para desviar o voo para outro aeroporto.

No Tupolev presidencial seguia uma grande parte da elite governativa e militar polaca, reavivando a polémica sobre a falta de regras de precaução no transporte de altos dignitários, à semelhança do que acontece noutros países.

A comitiva ia homenagear as vítimas do massacre de há 70 anos em Katyn, quando as repetidas tentativas de aterragem em condições de nevoeiro denso terminaram em catástrofe.

O primeiro-ministro russo lidera a comissão especial de inquérito e visitou ontem à noite o local do acidente com o homólogo polaco.

Face à dimensão da tragédia, Vladimir Putin e Donald Tusk protagonizaram um momento raro de aproximação entre antigos rivais.