Última hora

Última hora

Comissão eleitoral tailandesa recomenda dissolução do partido de Vejajiva

Em leitura:

Comissão eleitoral tailandesa recomenda dissolução do partido de Vejajiva

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a pressão em torno do primeiro-ministro tailandês. A comissão eleitoral recomendou a dissolução do Partido Democrata, acusando-o de ter recebido donativos ilegais há cinco anos.

A decisão deve ainda passar pela Procuradoria-Geral e pelo Tribunal Constitucional, mas é uma vitória importante para os “camisas vermelhas”, que há muito reclamavam a dissolução do partido no poder.

A pressão chegou também do Exército. O chefe das Forças Armadas manifestou-se a favor da dissolução do Parlamento no caso de não haver outra solução. Tudo em nome da paz.

Milhares de “camisas vermelhas” manifestam há um mês para pedir a demissão de Abhisit Vejajiva e a convocação de legislativas antecipadas o mais rapidamente possível. Mas o primeiro-ministro só aceita um escrutínio no fim do ano.

Os protestos – pacíficos durante semanas -tornaram-se violentos no sábado. Os confrontos entre a polícia e os manifestantes resultaram em 21 mortos e 860 feridos.

A oposição apoia Thaksin Shinawatra, antigo primeiro-ministro deposto no último golpe de Estado em 2006.