Última hora

Última hora

Grande Barreira de Coral continua em risco

Em leitura:

Grande Barreira de Coral continua em risco

Tamanho do texto Aa Aa

O navio chinês, encalhado sobre a Grande Barreira de coral, já foi rebocado. Para trás deixa um rasto negro que pode causar uma catástrofe ecológica.

Esta segunda-feira os serviços de resgate australianos tinham terminado de transferir parte do combustível para tornar o navio mais leve. Hoje foi possível a sua remoção.

Resta agora saber se os danos causados são reversíveis. A ministra dos transportes australiana diz que neste tipo de barcos é utilizada uma tinta que impede que seres marinhos se incrustem no casco. E também não permite que estes seres se desenvolvam. Por isso será necessária uma limpeza para que a barreira de coral não morra.

“Shen Neng 1” encalhou, no dia 3, com 65 mil toneladas de carvão e 975 de combustível. Algumas toneladas vazaram para o oceano.

O Governo australiano vai processar os responsáveis pelo cargueiro. O executivo afirma que o navio chinês não deveria ter entrado na área restrita da Grande Barreira que fica a 30 quilómetros da rota marítima mais próxima.