Última hora

Última hora

Investigadores querem saber se pilotos foram pressionados para aterrar

Em leitura:

Investigadores querem saber se pilotos foram pressionados para aterrar

Tamanho do texto Aa Aa

Depois da tragédia, as dúvidas. Será que os pilotos receberam ordens da comitiva presidencial para aterrar, apesar do mau tempo? A pergunta ganha peso.

Não seria a primeira vez. Em Agosto de 2008, em plena guerra entre a Rússia e a Geórgia, Lech Kaczynski ordenou ao piloto para aterrar em Tbilissi, contrariando o plano de voo.

O procurador-geral polaco afirma que até ao momento não há nenhuma informação que aponte nesse sentido, mas quer “esclarecer todas as circunstâncias”. Andrzej Seremet afirma que “a investigação vai estudar o ruído de fundo na gravação das conversas entre os pilotos para determinar se houve pressões”.

O Tupolev-154, onde seguia o Presidente Lech Kaczynski e altos dirigentes polacos, despenhou-se no sábado ao aterrar no aeroporto de Smolensk.

Os controladores aéreos russos terão recomendado ao piloto para não aterrar em Smolensk devido ao nevoeiro intenso. Os avisos foram ignorados.

Os familiares e os amigos das vítimas começaram a chegar a Moscovo para identificar os corpos. Cerca de metade já foram identificados, entre os quais o da primeira-dama polaca.