Última hora

Última hora

Quirguistão: Ultimato ao presidente Bakiyev

Em leitura:

Quirguistão: Ultimato ao presidente Bakiyev

Tamanho do texto Aa Aa

Governo interino do Quirguistão retira imunidade ao presidente e faz um ultimato. Se Kurmanbek Bakiyev não se entregar, voluntariamente, até ao fim do dia enviarão forças para prendê-lo.

O presidente continua a desafiar o governo interino, ao qual não reconhece autoridade, e continua a dizer que não vai render-se.

Esta manhã, frente a centenas de apoiantes, afirmou ter sido eleito pelo povo do Quirguistão. Diz que não vê qualquer legitimidade neste governo provisório e que não reconhece as suas decisões.

Ontem a chefe do governo interino falava em oferecer, a Bakiyev, um incentivo para que deixe o país.

Hoje o executivo provisório passou à acção e, segundo o ministro interino para a segurança, foi aberto um processo criminal. Azimbek Beknazarov afirma que o se o “ex-presidente” não renunciar formalmente iniciarão uma operação para o deter.

No Quirguistão a situação tem vindo a deteriorar-se. No início do mês a oposição tomou o poder depois de semanas de protestos na capital.

Polícia e manifestantes, que ocuparam os edifícios do parlamento e presidência, entraram em confrontos. Quase uma centena de pessoas morreu e cerca de mil e quinhentas ficaram feridas.