Última hora

Última hora

Governo interino do Quirguistão quer julgar Bakiev

Em leitura:

Governo interino do Quirguistão quer julgar Bakiev

Tamanho do texto Aa Aa

No Quirguistão ainda não é claro o futuro do presidente deposto.
 
Depois de muitas pressões, Kourmanbek Bakiev acabou por ceder a renunciar ao cargo caso fosse garantida a sua segurança e a da sua família.
 
Mas agora o governo interino não quer deixar o presidente abandonar o país. O executivo quer que Bakiev seja julgado pelo seu papel naquilo a que chama de massacre sangrento de 7 de Abril. 
 
Estados Unidos e Rússia vêm com preocupação a crise na ex-província soviética já que os dois países têm bases militares no território.
 
Washington já enviou um diplomata para o terreno. Robert Blake vai estabelecer conversações com a líder do governo interino.
 
Moscovo teme uma guerra civil. Dmitri Medvedev, numa intervenção à margem da cimeira sobre segurança nuclear, na capital americana, declarou que o país pode tornar-se num segundo Afeganistão. O presidente russo afirma que este conflito cria as condições ideais para atrair movimentos extremistas e terroristas para o território.
 
A tensão no país tem vindo a aumentar. Há uma semana, violentos confrontos entre polícia e pessoas que se manifestavam contra o presidente e o governo, acusado de corrupção, resultou em 80 mortes.