Última hora

Última hora

Coreia do Norte celebra "Dia do sol"

Em leitura:

Coreia do Norte celebra "Dia do sol"

Tamanho do texto Aa Aa

Às primeiras horas do dia 15 de Abril, a Coreia do Norte iniciou o “Dia do Sol”, as homenagens ao antigo fundador e líder do país, Kim Il Sung falecido há dezasseis anos.

O filho Kim Jong Il, actual dirigente de Pyongyang, convidou a população para uma visita à estátua erguida em homenagem ao fundador do estado comunista em 1948.

Em outra zona da cidade, milhares de norte coreanos visitaram o arranjo de orquídeas roxas, que representa uma oferenda especial dada em tempos a Kim Il Sung pelo presidente indonésio Sukarno, em 1965.

Mas o dia de celebração ficou ainda marcado pelos protestos dos sul coreanos junto da fronteira. Os vizinhos encheram balões de ar com recortes de revistas, dólares e DVDs denunciando o totalitarismo do Governo além fronteiras.

As duas Coreias estão divididas desde o final da Segunda Guerra Mundial mas permanecem, tecnicamente, em guerra porque os três anos de conflito terminaram, em 1953, sob tréguas e não com a assinatura de um tratado de paz.