Última hora

Última hora

Moscovo promete ajuda de 36 milhões de euros ao Quirguistão

Em leitura:

Moscovo promete ajuda de 36 milhões de euros ao Quirguistão

Tamanho do texto Aa Aa

Rússia e Estados Unidos manifestam apoio ao governo provisório do Quirguistão. Ambos se mostram preocupados com a crise no país depois de 80 pessoas terem perdido a vida, na semana passada, nos confrontos que levaram à expulsão do presidente.

O primeiro-ministro russo anunciou esta quarta-feira que Moscovo promete uma ajuda financeira equivalente a cerca de 37 milhões de euros ao Quirguistão e fornecer combustível.

Vladimir Putin explicou que o governo provisório denunciou que “os cofres estão vazios e foram roubados pelo antigo executivo.” O primeiro-ministro russo justificou que tem de ajudar os “amigos” num momento difícil porque “sempre tiveram relações especiais com o povo quirguiz”.

O enviado especial norte-americano também foi ao Quirguistão para mostrar o apoio de Washington aos líderes da oposição que tomaram o poder.

Robert Blake encontrou-se com Roza Otunbayeva. A líder do executivo interino explicou que ainda estão “a tentar isolar Bakiev e espera que ele perceba que não há futuro para ele. Por isso, deve afastar-se e deixar o país em segurança”, explicou.

Kourmanbek Bakiev, o presidente derrubado, mudou de tom e mostra-se disposto o exílio. A Turquia manifestou poder recebê-lo. Mas para já refugiou-se na região de Jalalabad, no sul do país, onde esta quarta-feira houve confrontos entre os seus apoiantes e opositores.