Última hora

Última hora

Vulcões acordam na Islândia e ameaçam explodir

Em leitura:

Vulcões acordam na Islândia e ameaçam explodir

Tamanho do texto Aa Aa

Uma nuvem de fumo a uma altura de 8 quilómetros eleva-se no céu da Islândia, 48 horas após o fim de uma outra erupção que durou mais de um mês.

Os abalos sísmicos e o fumo dão conta de uma actividade vulcânica importante na ilha, o que muito inquieta as autoridades locais.

Várias centenas de pessoas foram obrigadas a abandonar uma localidade do sul do país depois de, nas últimas horas, se terem registado vários pequenos sismos e emissões de gás importantes naquela zona.

Os caminhos adjacentes foram cortados ao trânsito e helicópteros de reconhecimento sobrevoam o local a cerca de 120 quilometros a Leste da capital.

A chefe do governo islandês apela à calma e pede confiança nas autoridades que trabalham para resolver os problemas e securizar a situação.

A Cruz Vermelha Internacional recebeu já 800 pessoas em centros criados para o efeito.
Nesta primeira fase trata-se apenas de medidas de precaução.

A Islândia, ilha formada pela actividade vulcânica, conta com numerosos vulcões subterrâneos activos, sendo o mais conhecido o Hekla, que entrou em erupção pela última vez há 10 anos.