Última hora

Última hora

Tráfego aéreo fortemente perturbado na Europa

Em leitura:

Tráfego aéreo fortemente perturbado na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Os aeroportos europeus nunca estiveram tão vazios. Pelo menos até sábado, a situação mantém-se na maioria dos países no norte da Europa afectados pela gigantesca nuvem de cinzas, criada pela erupção vulcânica, na Islândia

É uma perturbação sem precedentes na Europa que deixou cerca uma dezena aeroportos paralisados. O tráfego aéreo caiu para 11 mil ligações em vez das habituais 28 mil. Esta paragem custará às companhias quase 150 milhões de euro por dia.

Os aviões estão em terra na Irlanda, Reino Unido, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, Estónia, Polónia, no norte de França e em algumas zonas da Alemanha.

O repórter da Euronews, Sergio Cantone, está em Bruxelas e testemunhou o bloqueio aeroportuário.

“Estas são as pistas de descolagem e aterragem do aeroporto de Bruxelas. Como podem observar está completamente deserto e assim vai permanecer até às 10 da manha de sábado, se tudo correr bem. As autoridades do aeroporto de Bruxelas pediram às companhias para cancelarem todos os voos em vez de os atrasarem para evitar multidões de passageiros, nos terminais.”

A Euronews esteve noutro ponto de reportagem e como explica o jornalista Mark Davis, a Inglaterra apresenta o mesmo cenário.

“Está um ambiente estranho e assustador no aeroporto de Heathrow… Que normalmente está cheio de gente, de carros e de aviões. Esta manhã visitámos alguns terminais. Num dia normal estariam cheios de gente mas o que encontrámos foi uma dúzia de pessoas que deviam embarcar e que estavam com um ar aborrecido, e que procuravam uma solução”.

Em aeroportos como o de Istambul fora do alcance da nuvem negra, as pessoas continuam a aglomerar-se para conseguir uma solução. A Turkish Airline cancelou mais de 80 voos para 14 países europeus.

Estima-se que cerca de um milhão e trezentos mil passageiros tenham sido afectados esta sexta-feira, pelo cancelamento de voos na Europa.