Última hora

Última hora

Europeus retidos na Ásia começam a embarcar

Em leitura:

Europeus retidos na Ásia começam a embarcar

Tamanho do texto Aa Aa

No aeroporto de Narita, no Japão, milhares de passageiros europeus vêem finalmente uma luz ao fundo do túnel.

Preparam-se para embarcar de regresso a casa, depois da abertura parcial do espaço aéreo na Europa.

Um alívio para alguns viajantes afortunados que estavam à espera de uma solução desde o início desta crise.

“Estamos muito contentes agora que podemos voltar para a Europa”, diz Peter Yager, um passageiro alemão.

“Devia ter saído na sexta-feira mas o voo foi cancelado. Foi por isso que passei o fim-de-semana inteiro a procurar voos alternativos. Rússia com a Aeroflot, Doha com a Qatar Airways. Muita esperança, muitas alternativas, mas nenhum resultado. Agora espero conseguir”, acrescente a passageira da Lufthansa, Sia Kasch.

Neste aeroporto, em Pequim, cenário idêntico. Filas de passageiros planeiam o regresso a casa.

Apesar do golpe de sorte, muitos têm pela frente um longo caminho a percorrer. Alguns enfrentam pelo menos três escalas juntamente com viagens de autocarro ou comboio para regressar ao país.

saiba mais aqui