Última hora

Última hora

Aviões no ar, impaciência em terra

Em leitura:

Aviões no ar, impaciência em terra

Tamanho do texto Aa Aa

A aterragem de um avião da British Airways no aeroporto de Heathrow, na noite passada, marcou a reabertura progressiva do espaço aéreo britânico.

O maior aeroporto mundial de transporte internacional de passageiros recomeçou a funcionar, após cinco dias de paralisação devido às ameaças da nuvem de cinzas do vulcão islandês.

Também na Escócia e no norte de Inglaterra, os aeroportos retomaram progressivamente a actividade durante o dia de ontem. Milhares puderam começar a regressar a casa.

Em França, a prioridade era repatriar as cerca de cem mil pessoas bloqueadas no estrangeiro. No aeroporto de Roissy-Charles de Gaulle, em Paris, o tráfego dos voos provenientes de fora do espaço europeu foi assegurado a 90%. Um terço dos outros voos foi igualmente garantido.

A segunda maior plataforma internacional da Europa, o aeroporto de Frankfurt, abre ao princípio desta manhã.

Para hoje, espera-se a diminuição das filas e do descontentamento nos aeroportos europeus, assim como o regresso gradual à normalidade.

saiba mais aqui