Última hora

Última hora

Pedofilia: Escuteiros da América condenados a compensação de 18 milhões de dólares

Em leitura:

Pedofilia: Escuteiros da América condenados a compensação de 18 milhões de dólares

Tamanho do texto Aa Aa

O tribunal de Portland, no estado do Oregon, nos Estados Unidos, determinou que a organização Escuteiros da América pague 18,5 milhões de dólares em jeito de compensação por danos infligidos no âmbito de abusos sexuais a Kerry Lewis.

Uma decisão que faz história pela elevada quantia imposta à organização.

Hoje com 38 anos, o antigo escuteiro, Kerry Lewis denunciou um animador por abusos cometidos nos anos 80 quando tinha 12.

Kerry afirmou estar “satisfeito com a decisão, mas este é apenas o início de um longo caminho.”

Mas este é apenas um dos vários casos conhecidos que não foi resolvido de forma privada. A organização tentou, nos últimos anos, resolver questões semelhantes da forma mais discreta possível, e sempre depois de condenada pelos tribunais.

Timur Dykes é o animador em causa. Apesar de os superiores terem tido conhecimento dos seus actos pedófilos, que vitimaram várias crianças de forma continuada, nada foi feito durante anos.

Esta condenação também faz história porque obriga a organização a tornar públicos os arquivos numa altura em que celebra cem anos de existência.

E esses arquivos podem denunciar e provas mais casos – são os chamados “ficheiros perversos”, que potencialmente contêm informação comprometedora envolvendo 70 anos de alegadas actividades pedófilas.

de acordo com investigadores, as vítimas dos escuteiros americanos podem ser milhares.